16/07/2011

Um novo caso de amor

Ontem, filhotas viajando, resolvi que não queria ficar em casa. Saí do trabalho mais cedo (óh!) decidida a cuidar de um ente muito querido, que tenho negligenciado por tempo demais: eu.

Fui ao cabelereiro, fiz as unhas, comprei roupas e sapatos novos e bonitos e um monte de maquiagem (e a última, como criança, já saí da loja usando). É, gastei horas e horas comigo (e uma boa grana também), coisa que não fazia há nem sei quanto tempo. Só comigo. E vou te contar um segredo:  Amei fazer compras. Amei cada minuto que me dei de presente.

Pela primeira vez na vida entendi o porquê a maioria das mulheres adoram fazer compras. Não é por gastar, eu juro. É gostar de si.

Nem  precisei usar tudo aquilo para me sentir de bem comigo, coisa que não acontecia há... bom, nem lembro. Parece que só segurar sacolas foi um bom começo (embora eu saiba, a visão de uma mulher com sacolas não seja a coisa mais sexy do mundo). E assim descobri que - em alguns casos - ser bonita é um estado de espirito. E que quando você se sente assim, passa isso adiante.

Assim que ontem foi o dia de quebrar paradigmas, descobrir que eu gosto, quero e posso fazer um tanto de coisas que passei a vida toda dizendo que não gostava, não queira ou não podia. Que minhas regras, sou eu quem faço, assim que posso quebrá-las ou mudá-las quando queira.

Num primeiro momento chamei-me egoísta, depois me fiz ver que isso chama-se amor- próprio e eu quase nem o reconheci.

Trilha sonora da noite 

9 contracenaram:

Roberta disse...

Oi menina! Encontrei teu blog lá no blog da Dri e gostei! Teu espaço é muito bonito e inteligente.
Para mim não tem nada melhor do que uma boa sessão de compras para levantar meu astral. Não há nada que eu não cure com isso. E depois me sinto como vc se sentiu, linda de morrer kkkk
Pelos outros textos que li, pude ver que vc passou alguns momentos dificeis, mas agora, é partir pro abraço né?
bjos

A.S. disse...

Taís,

Sei o que sentes!... Há um prazer interior que aumenta a auto confiança!... aposto que teus olhos ficaram muito mais brilhantes... :)


Beijos!
AL

Taís disse...

Roberta: Seja muito bem vinda e obrigada! É verdade mesmo, acho que eu nunca fiz compras com o espírito certo. Perigoso agora é tomar gosto rsrs.
Bom, quando se cruza a linha do reversível, só há uma coisa a fazer: aprender a deixar algumas paisagens para trás. E vamos em frente que atrás vem gente!

A.S: Pode apostar nisso! Espero que dure até depois da chegada da fatura do cartão... rsrs

Andressa disse...

Oi Tais, é bem verdade que compras faz bem a gente.. Eu fiz uma cirurgia a pouco tempo e me deprimiu muito ficar sem me cuidar, tanto é que tinha o cabelo na cintura e pra mudar, cortei chanel,pintei, MUDEI.
Isso me fez um bem danado.

beeijo, volte sempre.
seguindo (:

Taís disse...

Andressa:faz um bem danado a gente se cuidar mesmo. Se a gente não fizer, quem é que vai, né?
Seja muito bem vinda aqui tb :)
bjos

Claudia disse...

Se não ficarmos atentas, priorizamos os desejos de nossos filhos e esqueçemos os nossos.
Não há culpa alguma em nos tratarmos bem, nós merecemos e quem nos ama fica mais feliz ainda se agirmos assim.
Aproveite as novas compras!
bj

Taís disse...

Claudia: é isso mesmo. Sempre que vou comprar algo, acaba sendo pras meninas. E confesso, me senti meio culpada e trouxe algo pra elas também, não aguento rsrs.
Já estreei algo, mas não vejo a hora de estrear tudo! rs
bjos

André Dias disse...

:(

Taís disse...

rsrs :P